#VemPraRua

Ontem enquanto estava acompanhando pelo facebook as manifestações pelo país me deparei com um texto intitulado “Ei, reaça, vaza dessa marcha!”. Claro, é de um bloguezinho mequetrefe da esquerda. Não citarei a fonte para não dar ibope, mas se alguém quiser vomitar é só fazer a busca no Google.

Pois bem, vamos aos fatos.

O texto em questão deixa bem claro o típico pensamento dessa esquerda brasuca… ¬¬

Em suma: se você não está do NOSSO lado, levantando as NOSSAS bandeira, votando no NOSSO partido, você é um “reaça” desgraçado, maldito fruto da elite dominante e por aí vai.

A questão é que eles estão conscientes que perderam (já há umas 4 edições da manifestação) as rédeas da coisa. O PSTU, PSOL & cia (extrema esquerda, os xiitas) não conseguem conceber que eles não mandam mais nisso. Eles não tem mais o direito de reivindicar qualquer autoridade sobre o que está acontecendo atualmente. A questão do “passe livre” já era, ou melhor, agora não passa de apenas mais uma dentre tantas reivindicações de toda essa massa de povo brasileiro que finalmente acordou para a triste realidade que se transformou o nosso país.

Mas também não é uma “massa de reaças, das elites” querendo derrubar o atual governo. Nem de longe o que estamos vivendo nestes dias aqui no Brasil resume-se a uma guerra ideológico-partidária. Está bem acima disso, muito além dessa pequenez de pensamento na verdade.

O Brasil acordou para questões muito mais importantes do que a levantada inicialmente e, sendo bem “blasé”, a questão da tarifa foi apenas a gota d’água. Era apenas o que faltava para o barril explodir. Barril este milimetricamente projetado e construído pelos políticos que estão no poder há muito tempo.

Agora esse é um movimento do povo, pelo povo e para o povo, pelo bem de nosso país!

VemPraRua

Não sabe como ou ainda não entendeu? Vou citar algumas coisas:

– Licitações: este sempre é um problema nos órgãos públicos e é onde a corrupção acontece de forma deslavada. No transporte público não é diferente.

– Copa e olimpíadas: lamentavelmente o povo só se tocou disso depois de toda a merda feita. Quiçá esse povo tivesse saído às ruas à aplaudir quando o país foi eleito para a realização destes eventos. Se pegarmos o dinheiro público que foi lançado apenas no novo estádio do “Curintia” e o revertesse em subsídios para o transporte público, certamente isso tudo não estaria acontecendo agora. Teriam dinheiro para subsidiar por anos o problema. E assim com toda a dinheirama jogada literalmente no LIXO com esses estádios que não vão trazer absolutamente NADA de retorno efetivo para o país, para o nosso povo.
Ontem ainda vi um amigo (que respeito muito) fazendo uma comparação no mínimo estranha: comparando os estádios com o sambódromo do RJ. O erro dele foi deixar passar um pequeno gigantesco detalhe: no sambódromo, fora do carnaval, o espaço todo vira uma ESCOLA PÚBLICA. Os camarotes são transformados em salas de aulas e por aí vai. Já nos estádios, só a FIFA, CBF e os times poderão aproveita-los.

– Educação: observem a caquética situação e qualidade da educação em nosso país minha gente. Figurar entre os últimos num ranking mundial é mais do que motivo de vergonha. Nossas escolas estão sucateadas, destruídas, sem infraestrutura básica, professores recebendo salário de miséria, a qualidade do ensino uma extrema piada de mau gosto jogando para fora de seus muros alunos com o diploma que mal sabem ler, escrever e contar coisas básicas.

-Saúde: SUSto! Precisa dizer mais alguma coisa? Alguém aí tem coragem de dizer que a população é bem atendida, que não morre ninguém por falta de leitos, medicamentos entre tantos outros problemas sobre o tema? Em países sérios existem Centros de Controle de Zoonozes (que cuidam de animais) que fazem nossos hospitais parecer verdadeiros chiqueiros.

– PEC33 e PEC37: Não! O povo brasileiro não aceita este covarde, ilegítimo, safado e inescrupuloso golpe em nossa Constituição e Estado de Direito. Fruto de um grupo de politiqueiro condenados por crimes contra o erário público e que agora querem se safar a qualquer custo de suas condenações. E também daqueles que estão envolvidos e que ainda não foram pegos/denunciados e pretendem, com isso, continuar a sua vida fácil, corrupta, ligando o foda-se para o povo que os elegeu. Entram aqui também os empresários canalhas que participam destes circos.

– Segurança: alguém se sente seguro nas ruas e, até mesmo dentro de suas casas? Nossas policias dispõem de estruturas e meios efetivos (também de efetivo) suficiente para garantir a nossa segurança? Nosso sistema prisional comporta a atual demanda? Os presídios tem estrutura? Nosso código penal está correto e coerente?

-Sistema Eleitoral: outro grande problema que os politiqueiros não querem, convenientemente, resolver. É um sistema falido que só favorece os grandes, as raposas e ratazanas já estabelecidas. Quando estes aparecem falando algo sobre o assunto, é sempre na contramão do que a sociedade deseja e, também sempre, na tentativa de garantir ainda mais facilidades para as suas próprias vidas parlamentares.

– Carga Tributária: é insana! Trabalhamos mais de 3 meses apenas para arcar com a carga tributária atual. Os governos arrecadam “zilhões” com os impostos que simplesmente desaparecem e não são revertidos, ou devolvidos, de maneira justa para a população.

– Doações e empréstimos: engraçado que “nunca tem dinheiro pra nada”, mas para fazer caridade com o chapéu alheio, sempre tem. É um tal de doação pra um, empréstimos para outros (que na verdade nunca sabemos se foram realmente devolvidos) e assim tocam o barco. Enquanto vão fazendo isso, não tem dinheiro para acabar com a fome do povo que anda comendo terra (não é nem barro pois até a transposição do São Francisco está empacada enquanto o dinheiro jorra para os bolsos de alguns e o povo morre de sede), para construir escolas e hospitais onde não existem, deixar a malha rodoviária decente, ate mesmo nas grandes cidades existem pontos sem qualquer saneamento básico, etc etc etc etc etc etc etc etc etc ¬¬

– Estado Laico: sim, este também é um dos motivos desta insatisfação do povo. Todo país que tem a sua democracia tolhida por religiões estão vivendo literalmente na MERDA. Vejam os fundamentalistas do oriente médio. Se você não segue o que a “bíblia” diz você tá ferrado meu irmão. Lembram-se da Malala que apenas queria estudar? Pesquisem e vejam as atrocidades cometidas por religiões em países que conseguiram dominar. Se queremos realmente viver numa democracia, a religião deve colocar-se no lugar dela e não pode dominar absolutamente nada, politicamente falando. E isso, não é o que temos visto aqui no Brasil onde uma “bancada cristã” (pra mim satanista tirando por suas ações) formada especialmente por membros de grandes igrejas  QUE TEM TOTAL ISENÇÃO FISCAL anda dominando a cena dentro do governo.

– Corrupção: e tudo isso, e muito mais que deixei de citar ainda, tem sua fundamentação nessa palavrinha asquerosa, fruto de gentalha inescrupulosa que na verdade não estão nem aí para mim, para você, para o povo brasileiro.

Elenquei estes motivos (causas) como principais, mas sabemos muito bem que existem muitos, mas muitos outros ainda.

Ok!

E o que isso tudo tem a ver com o Design? O que esse momento tem a ver conosco?

Sim, a regulamentação profissional é uma reivindicação justa também e precisamos aproveitar esse momento para nos unirmos em favor dela. Assim como existem grupos reivindicando A, outros B, outros C, alguns reivindicando A+B+C e assim por diante, porque não podemos também colocar esta nossa questão na pauta?

Não vi até agora (e olhem que estou analisando freneticamente as imagens e vídeos) qualquer cartaz nas manifestações abordando o tema.

Tá, diante da problemática toda e mais séria que o atual momento apresenta – na verdade escancara – este pode ser um tema pequeno, porém não pode e nem deve ser esquecido por nós.

Acompanho muitos profissionais e estudantes de design, de todas as áreas e são poucos os que usaram suas redes sociais para defender isso aproveitando o momento. Muitos, sequer compartilharam uma mínima foto ou frase sobre a manifestação até agora.

E aí?

Vai ficar “deitado eternamente em berço esplêndido” até quando?

Vamos gente!!!

#VemPraRua

4 comentários sobre “#VemPraRua

  1. Acompanho o blog e compartilho, admiro e vibro por grande parte de suas colocações, porem um trecho bastante infeliz me motivou a escrever meu primeiro comentario aqui.

    Comparar a religião ocidental com a praticada pelos fundamentalistas orientais não foi muito inteligente de sua parte, pois são duas “coisas” completamente, totalmente diferentes! Afinal, não temos homens/mulheres/crianças bombas por aqui, nem temos partidos políticos/religiosos jogando os inimigos descrentes de cima de prédios, nem penduramos oponentes pelo pescoço em praça pública em qualquer país ocidental.

    Quem falou pra vc que esses fundamentalistas orientais seguem a Bíblia?
    Se vc não sabe, Bíblia e Alcorão são também duas coisas completamente diferentes.

    Outra coisa, me parece que vc não tem nenhum conhecimento bíblico…pois não sabe que a política surgiu e é retratada de forma clara na bíblia. Leia, estude antes de proferir uma opinião tão preconceituosa!!
    Não é isso que vc sempre diz fazer no que se refere aos assuntos tratados no blog?

    E uma última coisa…o mundo capitalista e empreendedor que vivemos aqui no ocidente, teve seu crescimento graças aos cristãos, que desde o velho mundo, sempre aprenderam e praticaram que “Se vc quer viver bem, trabalhe! Se quer viver melhor, trabalhe mais!!!”

    A religião nunca estará fora da política! A religião é o berço da política!
    Democracia se faz com RESPEITO às diferenças, pois toda unanimidade é burra!

    Porque um humanista, um ateu, um espirita, um filósofo etc etc etc podem ser politicos, e um cristao não???

    Porque o preconceito???
    Todos que procuram manter e zelam por suas crenças e valores morais são fundamentalistas por aqui?

    Infelizmente cada vez mais me convenço de que a hipocrisia reina…Criticam o preconceito os que são mais preconceituosos…

    • Sandra,

      acredito que você não entendeu o que eu escrevi ou acabou fechando-se por causa de sua crença sentindo-se atacada.

      Tenho minha fé protestante, conheço a Bíblia sim mas isso não me cega para as mazelas do mundo e tampouco faço vistas grossas para coisas erradas feitas por outros apenas por professarem a mesma fé que eu.

      Talvez você não acompanhe a mídia como deveria e esteja desinformada sobre o que esta “bancada evangélica” está fazendo – ou tentando fazer – no Congresso Nacional. Já faz muito tempo que parei de dizer amém para pastores e passei a dizer amém apenas para Deus, sem intermediários. Nunca gostei de “telefone sem fio”.

      Releia, informe-se, perceba as ações que eles estão tentando impor. Ah, e observe também quantos destes “nobres” estão sendo investigados – alguns ate condenados – por corrupção e outras coisinhas mais.

      abs

  2. Você só disse a verdade. Esse pensamento é o meu; só temo que nas proximas elições, votem nos mesmos tubarões. Nosso povo tem a memória muito curta.
    Sei o que sofro com essa bandalheira que está presente em todo país. Sou professora e o
    governo tirou grande parte de nossas gratificações; somou ao salário para dizer que deu o piso( Cid Gomes do Ceará). Abre a boca dizendo que não tirou só somou ao salário. Não é a mesma cousa pois, a gratificação é sobre o salário. Diga-se de passagem:até dos aposentados Ele tirou pois, sou aposentada. Tenho 72 anos.
    Parabens e um abraço da
    Fátima.

  3. A passividade do povo brasileiro sempre surpreende, e agora neste momento raro vemos o foco se perdendo, precisamos de posições claras que direcionem a massa, tudo isto pode tomar um caminho muito errado e os ” dono do país” se privilegiarem mais ainda.
    Interesses de políticos, organizações disfarçadas de religiões, o domínio dos poderes por alguns em seu próprio favor, a corrupção do judiciário principalmente nos estados…
    O que vivemos hoje é um ditadura disfarçada de democracia, vivemos reféns de um sistema com valores invertidos. Nos obrigam a viver em meio a setores falidos por políticos que em suas guerras por poder, desfazem o pouco que temos e prometem o que nunca teremos. Sacrificam seu povo e sua própria dignidade. Mentes distorcidas pela vaidade, pela necessidade de poder pelo poder. Desprezam a ética e a moral.
    Precisamos de condutores para não morrermos na praia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s