N Jeitos – organização

Mais que necessário fazer este post.

Como já escrevi nos outros posts, o NDesign 2012 foi um divisor de águas: Existe o NDesign “antes do” e o NDesign “depois do” NJeitos!!!

E tudo isso foi fruto dessa galera da CONDe, mais que empenhada e que ralou muito para a realização deste grandioso evento:

A CONDe

Gestão:
Georges Michailidis (Presidente), Carlos Camape (Financeiro), Priscila Lobo (Planejamento e RH).

Conteúdo:
Juliana de Castro (Coordenadora de célula / convidadas), Sofia Camargo (Conselheira de célula / convidadas), Tiago Lopo (convidadas), Isadora Prado (Inscritas), Valquíria Maia (Inscritas / desfile), Viviane Carvalho (Paralelas / Desfile), Nathália Lisboa (Paralelas / Desfile), Marina Alves (Paralelas / Desfile).

CoNE:
Bianca Oliveira

Estrutura e Logística:
Rayane Carvalho (coordenadora de célula). Alice Guimarães (Conselheira de célula), Thiago Duarte (Tecnologia de Informação – T.I), Pedro de Menezes (T.I), Rodrigo Amaral, Clarissa Resende, Taciana Amorim, Dayana Rodrigues.

Recursos:
Ágatha Araújo (Coordenadora de célula), Tatiana Lemos, Bruno Bento, Gustavo Goulart, Marina Stael

Comunicação:
Ayuni Takizawa (Coordenadora de célula), Nathan Araújo (conselheiro de célula), Rachel Clemes, Marcelo Caetano.

Relações Externas:
Carolina França, Laira Ávila, Lucas Fix.

Relações Internas:
Amanda Gouveia e Ana Mendonça.

Registro:
Isis Medeiros.

Integração:
João Pedro Carvalho (coordenador de célula), Christiano Alvin (Apoio), Luísa Ganzarolli (conselheira de célula), Fernanda Melo, Alexander Rodrigues, Rafael Smyth, Stefania Cargnino.

Para vocês terem idéia do Que foi o NJeitos, seguem alguns números:

ESTRUTURA – 3 Locais

1. CEFET Campus I
– Alojamento: Campo de Futebol e Ginásio (encontristas), 5 Salas de aula (CONDe e apoio/monitores)
– 1 Auditório (Reuniões diárias do CoNE)

2. FUMEC – Campus Cruzeiro
– 2 auditórios
– 2 espaços Multimeios
– 40 salas de aula (média 50 pessoas)
– Refeirório
– Bazar

3. GUINARD – UEMG
– Auditório
– Gramado – Desfile

CONTEÚDO

65 Convidados:
6 Cases
21 Palestras
11 Dedos de Prosa (Mesa Redonda)
10 Workshop
5 Oficinas de Processos
18 SePAs (seminário e produção acadêmica)
130 Oficinas (ministradas por econtristas)
1 Desfile

Números do Evento

Aproximadamente 1800 encontristas
Total aproximado de 2000 pessoas envolvidas no 22º N Design.

Como podem ver, foi um evento grandioso onde o diálogo e a integração entre as áreas do Design foi uma constante.

Eles dizem que houveram alguns problemas. Eu digo que SE algo deu errado, eles foram tão bons e perfeitos na rapidez e solução que ficou imperceptível.

Então pessoal da CONDe, sinto-me orgulhoso em ter sido convidado para este evento e foi uma honra participar do mesmo!!!!

E vocês, cada um de vocês que trabalharam tanto para a realização do NJeitos, sintam-se também orgulhosos e recompensados por tanto esforço pois, como já coloquei acima, o NDesign existe “antes do” e “depois do” NJeitos!!!

(Deixaram os organizadores dos próximos em maus lençóis ehehehe)

Então é isso pessoal, um brinde a cada um de vocês e à equipe toda!!!!

Vocês merecem!!!

Um comentário sobre “N Jeitos – organização

  1. Olá Paulo, é a primeira vez que acesso seu blog e devo parabeniza-lo pelo conteúdo dos posts. Tenho uma dúvida qual talvez possa servir para um novo post seu.

    É o seguinte. Minha namorada se formou há apenas 2 anos em Design de Interiores. Após formada já trabalhou como designer em 2 escritórios de médio porte aqui no RJ.

    Contudo, é chegada a hora de pensar no negócio próprio e evidente que a melhor maneira de se lançar ao mercado é através de um bom portfolio. É justamente essa fase de transição que encontramos a seguinte dificuldade: como se lançar na carreira autônoma sem ter tantos trabalhos para fazer uma divulgação? Alguns artigos que li sugerem fazer trabalhos fictícios e tudo mais.

    Como sabemos, infelizmente a maioria dos escritórios não divulgam o nome de todos que participam da equipe que realizou determinado projeto, ou seja, os créditos pelo projeto ficam somente em nome do arquiteto que é dono do escritório. Isso torna a divulgação do profissional de interiores ainda mais complicada.

    Enfim, a dúvida que fica é:

    Pode um designer utilizar trabalhos realizados no escritório que atua como contratado em seu portfólio particular? Qual é a melhor forma de fazê-lo?

    Se puder me ajudar com essa, agradeço.

    Abraços,
    Bruno Ramalho.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s