Mamããããe, mamãããe, mamãããe….

Quem nunca cantou essa música quando ainda era criança nas homenagens às mamães que atire a primeira pedra rsrsrsrs

Bom, resolvi fazer um post diferente sobre o dia das mães. Recebi um e-mail de minha mamma com um vídeo de um grupo israelense e que simplesmente me deixou boquiaberto. É um grupo musical e por isso mesmo vou escrever sobre música e qualidade fazendo uma analogia com a nossa área profissional.

Quem me conhece sabe que antes do Design aparecer em minha vida, estudei desde a tenra idade até a faculdada, Música. Mas estudei e dediquei-me à MUSICA e não música.

Digo isso baseado no lixo musical que tentam nos fazer engolir diariamente. Conta-se nos dedos das mãos o que realmente é Musica hoje em dia, especialmente aqui no Brasil. Juntar uns amigos que curtem um som e arranhar uns acordes repetidos para fazer a base para letras “dããããã” não é música. Progressão de acordes dentro de uma escala tonal, qualquer criança já em idade escolar consegue fazer. O difícil e complicado é entender a Música e o todo que a forma.

Música não é apenas isso. Assim como nossos projetos, é um complexo emaranhado de coisas que formatarão o produto final: a MÙSICA.

Está cada vez mais raro encontrarmos encontrarmos MUSICOS hoje em dia. Músicos de qualidade, de conhecimento, aprofundados e conscientes das infinitas possibilidades que os elementos componente dela podem proporcionar para uma Música. O que vemos é uma repetição de erros, mesmices, repetições, plágios e sub-plágios, aterrorizantes  e bizarras “versões” de MUSICAS que acabam sendo transformadas em musicas.

E isso também vemos em muitos projetos e profissionais de nossas áreas, infelizmente. Muitos por desconhecimento, outros por preguiça de pesquisar e outros porque gostam de agir assim… é cômodo e fácil.

Veja o vídeo em questão:

Fica mais que claro que não se trata de um grupinho de amigos que se reuniram pelo simples gostar de cantar, mas sim, de um grupo com forte conhecimento vocal, contraponto, estruturas musicais, ritimo e todas as outras peças componentes da MÚSICA. Para aumentar ainda mais o valor, o abuso deles é fazer isso tudo usando apenas suas vozes… e que vozes!

Querem mais um de altíssima qualidade? Aí vai então:

Ave Verum Corpus, de Mozart, regida por Leonard Bernstein. Percebam que tudo é absolutamente harmonioso. Vozes magnificamente timbradas, orquestra dominada, cada um no seu devido lugar e consciente de seu lugar no conjunto. Assim também deve ser o nosso trabalho.

Portanto, empenhe-se, vá atras, pesquise, não peça para os outros fazerem o que você sabe fazer, seja curioso e não tenha vergonha de errar por desconhecimento… mas aprenda dia a dia com seus próprios erros.

Dedico estes vídeos à todas as mães – especialmente à minha – como símbolo de seu esforço, garra, determinação, renúncias, paciência e amor incondicional em busca da qualidade total em nossa formação moral e ética.

Clamo a Deus que abençoe a todas abundante e infinitamente!

Feliz dia das Mães, mamma!!!

Te amo!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s