O meu Natal

Bom, conforme prometido, aqui vão algumas fotos do que estou preparando para o Natal aqui em casa.

Ainda não está finalizado, precisam de uns ajustes mas já dá para vocês terem uma idéia.

Infelizmente minha câmera não está legal e aproveito para deixar uma dica: jamais empreste sua câmera pra quem quer que seja. Emprestei a minha e ela voltou detonada e nao tem como ajustar as configurações mais, nem ressetando.

Como eu coloquei num post anterior, estou cansado de papai noel, renas, bonecos, flocos e cristais de neve e tantas outras coisas que não tem absolutamente nada a ver com a cultura, clima e realidade brasileira. Nem mesmo o tipo de pinheiro usado é natural daqui. Quem sabe se fosse uma araucária…

Nossa cultura é riquíssima, é uma fonte quase que inesgotável de informações que podemos adaptar e aproveitar em nossos projetos.

Neste caso específico vejam por onde andei:

1 – Moro numa região que já foi a principal área cafeicultora do país. Então fui em busca de elementos e o melhor que encontrei foi a peneira que era usada pelos colhedores de café. Ela serve como base de todo o arranjo. Ela serve também para lembrar que devemos peneirar tudo que nos acontece para separar o joio do trigo, para mantermos e guardarmos apenas o de bom que nos acontece.

2 – Os outros elementos tirei do folclore nacional. As fitas multicoloridas presentes nas festas e indumentárias populares como congadas, folia de reis, bois e várias outras me servem de sustentação para as bolas artesanais, algumas em patchwork, outras em aplicações de rendas, outras com transparência para dar mais leveza.

3 – Como não poderiam faltar, as luzes (todas LEDS) se fazem presentes e ganham mais força com as bolas espelhadas.

4 – Sobre a mesinha de canto, a idéia é montar um presépio apenas com animais. Porém não encontro por aqui animais em escala semelhante à do Menino Jesus que já possuímos ha anos. Portanto ficam por hora o Anjo com fibra ótica e as velas.

5 – Sobre os Anjos que anunciam aos pastores, aos de coração despojado, a Boa Nova : “O Menino nasceu numa mangedoura! Glorificado seja Deus nas alturas e paz na terra aos homens e mulheres por ele amados”  acredito que Deus nos envia seus anjos em determinados momentos de nossas vidas para nos socorrer, auxiliar e proteger. Estes podem vir não somente como espíritos, mas também como pessoas que se fazem presença divina em nossas vidas, em algum momento, trazendo-nos uma mensagem de esperança, de amor e de fé. Podem simplesmente passar por nossas vidas e continuar seu caminho ou permanecem junto da gente por longos períodos ou pela vida toda. Quando amamos nos tornamos anjos um dos outros. É no amor compartilhado que Deus manifesta o seu amor infinito derramado sobre nossos corações. E no amor nos tornamos anunciadores da Boa Nova, do amor que dá sentido a nossa existência.

Bom, por hora é isso. Assim que estiver finalizado vou tirar outras fotos pra colocar aqui neste post.

Espero que gostem da idéia e repensem sobre o Natal.

Repensem principalmente sobre o significado autêntico do Natal.

Celebrar o Natal não se resume a presentes ou fartas ceias mas antes de tudo nos remete à recordar, na fé e na reflexão, de que neste dia  Deus, em seu infinito amor, nos deu o maior de todos os presentes: O seu filho Jesus Cristo.

“Um Menino nos foi dado” na sua Aliança de Amor com cada um de nós e com toda a humanidade para que conquistemos uma vida plena na justiça e fraternidade.

Nesta Aliança, deu-nos um Salvador, seu Filho, aquele que redime e livra de todos os pecados, nos limpa e purifica para que nos tornemos sempre mais seus filhos e como filhos, irmãos uns dos outros.

E, para todos, deixo uma mensagem bíblica para qualquer situação:

Não temas, crê somente!

Confie, entregue tudo nas mãos d’Ele, tenha fé e siga a tua jornada.

Ele tudo fará por ti.

7 comentários sobre “O meu Natal

  1. Pingback: cafe » Blog Archive » O meu Natal

  2. Aprovadissimo!

    Gostei da mensagem…eu mesmo nao comemoro mais Natal, perdeu um pouco o sentido para mim depois da morte de minha avó.

    Mas nunca dei valor a presentes..e sim ao momento cristão da festa.

    Quanto as arvores…que tal um PAU-Brasil decorado? rsrsrsrsrs

    Abração!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s