LEDCity: Para melhorar a qualidade de vida

O LEDCity é uma expansão das comunidades das cidades, dos governos e da indústria para trabalhar no sentido de avaliar, implementar e promover a tecnologia LED na iluminação em toda a gama das infra-estruturas municipais para:

Poupar energia
Proteger o meio ambiente
Reduzir custos de manutenção
Proporcionar uma melhor qualidade luz para melhor visibilidade e segurança

De acordo com os E.U. Departamento de Energia, 22% da eletricidade usada nos os E.U. são para iluminação. Em um mundo com a rápida subida dos preços da energia baseada na disponibilidade e controle de combustíveis fósseis, e com a crescente preocupação com a sustentabilidade do meio ambiente, a revolução na iluminação está muito atrasada.

 

Díodos emissores de luz, chamados LEDs, estão revolucionando a iluminação. Mudando para iluminação à base de LED podemos economizar de 40 a 70% da electricidade que uma cidade utiliza para determinadas aplicações, tais como iluminação garagens, estacionamentos, áreas ao ar livre públicas, ruas e iluminação portátil.

Além de ajudar a proteger o meio ambiente através da redução do consumo de electricidade, a iluminação LEDs, devido à sua longa vida útil, também reduz a quantidade de materiais em aterros (ou seja, lâmpadas). Além disso, LEDs, ao contrário de algumas tradicionais fontes de luz, não contêm mercúrio ou chumbo, metais perigosos à saúde e ao meio ambiente.

De acordo com o Departamento de Energia, nos próximos 20 anos a aprovação de iluminação LED nos os E.U. pode:

Reduzir os gastos com electricidade a partir de demandas de iluminação em 62%.
Eliminar 258 milhões de toneladas métricas de emissões de carbono.
Evitará a construção de 133 novas usinas. 
Gerar poupanças financeiras que poderiam ultrapassar US$ 280 bilhões.

Junte-se à Revolução LED Lighting, tornando-se um LED da cidade participante.

 

*Este programa é realizado nos EUA, porém, já passou da hora de termos aqui no Brasil algo assim.

Vale a pena a visita ao site (em inglês) pois tem bastante material e informações sobre o projeto.

2 comentários sobre “LEDCity: Para melhorar a qualidade de vida

  1. Está correto Alexandre.
    Porém temos de levar em consideração que um projeto de iluminação ou Lighting Design o uso dos LEDs se faz de forma pontual e nao total se você quer economia.
    É o simples trocar as dicróicas comuns por dicroleds e assim por diante. Com isso a efeciência energética do projeto como um todo ficará sim contemplada corretamente.
    Porém não podemos nos esquecer de outra vantagem dos LEDs sobre as lampadas comuns: a vida útil.

  2. Eu sei que existe um grande entusiasmo com a tecnologia LED, e que esta tem grandes vantajens em diversas áreas. Mas a eficácia (ou eficiencia) energética, ao contrário do que se diz, não é boa. Os LEDs mais avançados que estam á venda (e normalmente não são estes os utilizados devido ao seu preço) conseguem 90 lumens (quantidade de luz) por Watt consumido, enquanto que uma lâmpada de sódio a baixa pressão (luz muito amarelada que habitualmente existe nos estacionamentos) consegue entre 130 e 180 lúmens/Watt.
    É claro que os LEDs têm ainda um grande potencial para evoluirem, mas por agora a sua eficiência energética é baixa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s