Tira dúvidas – Light Design

Como estão ocorrendo vários comentários com dúvidas, mas estes ocorrendo em tópicos de assuntos diversos, resolvi abrir este espaço para que possam colocar suas dúvidas sobre Light Design em um só espaço.

começo transportando para cá uma dúvida postada por Kamila Rebeca:

“gostaria de saber como é feita a iluminação para expositor de jóias, sendo que se eu tentar colocar diretamente uma luz do teto ao expositor (de vidro) este não ficará bom, e a luz não irá iluminar como deveria. como se faz para que por dentro do vidro mesmo ou por pontos estratégicos as jóias fiquem bem iluminadas??”

 

4 comentários sobre “Tira dúvidas – Light Design

  1. gostaria de saber mais sobre a faixa de potencia q determina se um consumidor de baixa tensao é monofasico , trifasico ou bifasico, pois alguns livros dizem q acima de 8 kw o consumidor ja é trifasico outros dizem q é acima 8.8 kw
    o q a light tem a dizer sobre isso?

  2. Olá Cris,
    bom o ideal para este tipo de caso seria você utilizar um sistema de iluminação LED ou de fibra óptica.
    No entanto você pode optar pela linha EnergySaver da Osram que tem prodtos bem interessantes e inovadores e adequa-los à estrutura existente em tua loja.
    Fica complicado ir além destas dicas pois nao conheço a parte física de tua loja.
    Mas lembre-se sempre de buscar a assessoria de um profissional especialista em iuminação para evitar de cair em erros novamente.
    Saudações

    Paulo Oliveira

  3. Tenho uma loja de semi-jóias e as peças ficam com manchas devido a iluminação. Há a indicação de uma lâmpada específica para evitar este problema? Minha vitrine é aberta atualmente, inclusive já substituí as dicróicas direcionadas pois esquentavam muito as peças.

  4. Kamila

    Para este tipo de projeto temos de levar em consideraão algumas variáveis:
    1 – espaço físico total
    2 – espaço para expositores e atendimento
    3 – vitrines (formato e tipo)
    4 – tipo de iluminação geral a ser aplicada no espaço
    5 – tipo de mercadoria a ser exposta e iluminada (brilho, textura, etc)

    Feito isso parte-se para a iluminação que, neste caso, é melhor trabalhada se for projetada por zonas. Porém deve-se levar em consideração a variação das características da iluminação em cada zona.

    1 – Iluminação geral: não intensa e serve apenas para suavizar zonas de sombra intensa. Sancas com bult-in são a melhor opção.

    2 – Atendimento: downlights com fachos fechados em cima das mesas/bancadas de atendimento considerando o IRC da lâmpada fator fundamental.

    3 – Expositores: do tipo balcão pode-se utilizar o mesmo formato da área de atendimento. Se for expositor de parede, o melhor é utilizar spots com fachos médios de forma a banhar a área sem sobrar nas laterais. Pode-se também optar por nichos com built-in (superior) pois ao se utilizar este recurso no “chão” do nicho, fatalmente irá ocorrer ofuscamento.

    4 – Vitrines: se for em formato de nichos pode-se utilizar a mesma idéia já exposta acima mas também pode-se aplicar minispots para minidicróicas e, dependendo do orçamento disponível, partir para a utilização da fibra ótica. Se a vitrine for aberta, ampla, com utilização de manequins, pode-se optar por uma iluminação geral e aberta que pegue a cena toda ou então um blackout proposital onde, através de spots com fachos fechados, o foco da luz incida apenas sobre as peças criando zonas de claro/escuro e permitindo maior profundidade e volumetria na mesma destacando as peças.

    5 – Joalheria pressupõe mercadorias com muito brilho, textura, volume, formas…. a iluminação deve prever isso e ser concebida para valorizar esta características. Prefira sempre lâmpadas com IRC o mais alto possível, temperatura de cor branco suave – pois as mais quentes tendem a alterar a visualização e as mais brancas, o ofuscamento e desconforto visual.

    6 – Claro que não posso deixar de citar também a importância dos elementos componentes da vitrine (bases, suportes, etc). Estes devem ser o mais neutro possível e sem brilho (fosco). Evite o uso de materiais transparentes ou translúcidos pois podem confundir o visual geral do espaço.

    Espero que estas considerações possam ajudar de alguma forma em teu projeto.

    LD&DA Paulo Oliveira

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s