ILUMINAÇÃO

AGENTE ERGONÔMICO A PARTIR DE 23/02/91

 

 

NR-17 – ERGONOMIA

17.5.3 – Em todos os locais de trabalho deve haver iluminação adequada, natural ou artificial, geral ou suplementar, apropriada à natureza da atividade.

17.5.3.1 – A iluminação geral deve ser uniformemente distribuída e difusa.

17.5.3.2 – A iluminação geral ou suplementar deve ser projetada e instalada de forma a evitar ofuscamento, reflexos incômodos, sombras e contrastes excessivos.

17.5.3.3 – Os níveis mínimos de iluminamento a serem observados nos locais de trabalho são os valores de iluminâncias estabelecidas na NBR 5413, norma brasileira registrada no INMETRO.

17.5.3.4 – A medição dos níveis de iluminamento previstos no subitem 17.5.3.3 deve ser feita no campo de trabalho onde se realiza a tarefa visual, utilizando-se de luxímetro com fotocélula corrigida para a sensibilidade do olho humano e em função do ângulo de incidência.

17.5.3.5 – Quando não puder ser definido o campo de trabalho previsto no subitem 17.5.3.4 este será um plano horizontal a 0,75 m do piso.

CONSEQÜÊNCIA DA ILUMINAÇÃO INADEQUADA

Tanto a iluminação insuficiente quanto a excessiva, podem reduzir e dificultar o desenvolvimento das atividades, assim como provocar perturbações visuais, fadiga visual, ofuscamento, dores de cabeça, variações no sistema nervoso, acidentes no trabalho e até mesmo variações na produtividade, prejudicando a qualidade dos produtos.

AVALIAÇÃO DAS CONDIÇÕES DE ILUMINAÇÃO

  • Existem duas formas básicas de iluminação:

Natural: Quando existe o aproveitamento direto (incidência) ou indireto (reflexão/ dispersão) da luz solar.

Artificial: Quando é utilizado um sistema (em geral elétrico) de iluminação, pondo ser de dois tipos:

  • Geral – Para se obter o aclaramento de todo o recinto
  • Suplementar – Para se reforçar o aclaramento de determinada superfície ou tarefa.

CONSEQUÊNCIAS DE UMA ILUMINAÇÃO INADEQUADA

  • Maior fadiga visual e geral
  • Maior risco de acidentes
  • Menor produtividade/qualidade
  • Ambiente psicologicamente negativo

RISCOS ASSOCIADOS

  • Maior probabilidade de acidentes quando ocorre uma variação brusca da iluminância
  • Efeito Estroboscópico, que é um fenômeno que pode resultar da combinação de: máquinas com partes girantes ou com movimento alterado

 

TAREFA VISUAL E CAMPO DE TRABALHO

Entende-se por CAMPO DE TRABALHO toda a região do espaço onde, para qualquer superfície aí situada, exigem-se condições de iluminação apropriadas à TAREFA VISUAL a ser realizada.

Sendo assim, os pontos que realmente interessam ser avaliados em um estudo de condições de iluminação, são aqueles onde são realizadas as tarefas visuais principais/habituais.

 

FATORES PARA UMA ILUMINAÇÃO ADEQUADA

  • Tipo de lâmpada

-reprodução de cores
-aplicações especiais
-carga térmica
-eficiência luminosa

 

UNIDADES, GRANDEZAS E RELAÇÕES FOTOMÉTRICAS

INTENSIDADE LUMINOSA – É a emissão luminosa em uma particular direção, de uma fonte que emite 1 Candela (CD) – radiação monocromática de freqüência 540 x 10¹² Hz e cuja intensidade energética naquela direção é 1/683 Watt/Sr.

Nota: 1 Sr – ângulo sólido que subentende uma área = r² (esfera)

FLUXO LUMINOSO – Fluxo emitido por uma fonte puntiforme isotrópica (mesmo valor em todas as direções) dentro de 1 Sr, de 1 Cd. É expresso em lúmen (lm).

ILUMINÂNCIA – É o fluxo recebido por unidade de área. É expressa em lux.

1 lux = 1 lm/m²

LUMINÂNCIA – É a intensidade recebida por umidade de área, na direção de observação. É expressada em cd/m² (nit).

 

Este texto recebi por e-mail sem a citação da fonte.

 

 

5 comentários sobre “ILUMINAÇÃO

  1. Boa Tarde

    Estou muito interessada em fazer o curso de pós graduação e desing de interiores , mas tem um porem… eu odeio matematica, fisica e tudo que tem numeros…..mas adoro decoração, iluminação, eu gostaria de saber se tem softweres que calculam para a gente, se a gente tem que calcular a mão mesmo, se a profissão em si, usa-se muitos cálculos feitos na mão ou pode usar a cd para simplificar nossa vida…..Adoro essa area e fiquei um pouco frustrada quando fiquei sabendo que tinha fisca e calculos…Por isso eu gostaria de saber de uma pessoa que ja trabalha nessa area…. o dia a dia como é?

  2. Paulo, utilizei seu artigo para realizar trabalho na área de técnico de Segurança de Trabalho, fiquei satisfeito de ter encontrado um artigo tão esclarecedor, que me trouxe um grande contexto de informações de forma tão completa e de fácil entendimento.
    Obrigado,
    Adilsonsdm.

  3. Valeu Juliana,
    é exatamente essa a intenção deste meu blog:
    informar, compartilhar e dividir conhecimentos.
    Obrigado pelo post!

    Paulo Oliveira

  4. Seu trabalho sobre iluminação foi bastabte esclarecedor e útil para a realização do meu trabalho de práticas laboratoriais do curso técnico de segurança~do trabalho…….
    muito obrigada.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s