Modelo de contrato – Interiores/Ambientes

Bom, como muitas pessoas tem questionado sobre modelos de contrato, resolvi disponibilizar aqui o modelo que uso como base para os meus.

Este modelos foi gerado a partir de uma análise de vários outros junto com meu advogado.

No final tecerei alguns comentários.

********************************************************

[cabeçalho com seu logo]

CONTRATO DE PROJETO DE DESIGN DE AMBIENTES

REFERENCIA:     Projeto de Design de Ambientes completo do imóvel localizado à XXXXXXXXXXXXXXXX – XXXXXXXXXX – CuritibaPR.                            

CONTRATANTE: XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX
  Inscrito no CPF sob número XXX.XXX.XXX-XX
 Com endereço à Rua xxxxxxxxxxxxxxxxxxxx – Curitiba – PR;

CONTRATADO: XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX
 Inscrito no CPF sob número XXX.XXX.XXX-XX
 Com endereço à Avenida XXXXXXXXXXXXXXXXXXX – Londrina – PR
01.      OBJETO DO CONTRATO:

O presente contrato tem por objetivo, a execução pelo CONTRATADO, dos serviços contidos na Cláusula 02, subseqüente, relacionados com a referência do presente contrato.

02.      DESCRIÇÃO DOS SERVIÇOS:

Os serviços a serem executados pelo CONTRATADO, consistem no desenvolvimento completo do projeto de DESIGN DE INTERIORES/AMBIENTES composto de dados concepcionais apresentados em escala adequada  à  perfeita compreensão dos elementos nele contidos:

          02.01. Estudo Preliminar – Brieffing, estudos preparatórios, relatórios, desenhos esquemáticos, e demais documentos em que se demonstra a compreensão do problema e a definição dos critérios e diretrizes conceituais para o desenvolvimento do trabalho;

          02.02. Projeto Conceitual – desenhos de lançamento das propostas anunciadas no Estudo Preliminar, acompanhadas de cálculos e demais instrumentos de demonstração das propostas apresentadas no projeto; inclui-se instruções a serem encaminhadas aos responsáveis pelos projetos de instalação elétrica, ar condicionado e automação, como a indicação da composição dos comandos e modo de operação dos mesmos, que evidenciem as diferentes possibilidades de uso dos sistemas propostos; compreende também a compatibilização, atividade em que se justapõem as informações técnicas e as necessidades físicas relativas às determinações do projeto de Design de Ambientes e as decorrentes dos demais projetos integrantes do trabalho global (arquitetura, estrutura, instalações elétricas e telefônicas, hidráulicas, de ar condicionado, de sonorização e sprinklers, interiores e exteriores, paisagismo, etc), com a finalidade de garantir a coexistência física e técnica indispensável ao perfeito andamento da execução do projeto;

          02.03. Projeto Executivo – concretização das idéias propostas no Projeto Conceitual devidamente compatibilizadas a partir da integração do projeto de Ambientes com todos os sistemas prediais envolvidos no trabalho. Inclui-se as informações técnicas pertinentes à correta integração dos ambientes e demais equipamentos aos detalhes da arquitetura, bem como os dados do equipamento especificado, para a concretização dos conceitos estabelecidos no projeto. Os desenhos referentes móveis, equipamentos, revestimentos, materiais e acabamentos deverão ser inseridos no Projeto Executivo ou complemento deste (Memorial Descritivo), para que haja perfeita compreensão das dimensões físicas e da forma de instalação dos mesmos no edifício. O detalhamento de móveis e acessórios especiais serão considerados serviços extraordinários;

Parágrafo único: os desenhos serão apresentados em escala.

          02.04. Supervisão Técnica – atividade de acompanhamento da execução das obras do edifício ou empreendimento, para constatação da correta execução de suas determinações e apresentação de modificações ou adaptações tecnicamente convenientes, quando necessário e pertinente. Não ficam acordadas visitas técnicas à obra durante o andamento da construção do edifício. As visitas necessárias durante a fase de acabamento serão acordadas em instrumento à parte posteriormente.

03.     PRAZOS:

03.01. Os serviços ora contratados serão executados nos prazos abaixo especificados:

             03.01.01. ESTUDO PRELIMINAR: 30 (trinta) dias após a assinatura deste contrato;

             03.01.03. PROJETO CONCEITUAL: 60 (sessenta) dias após a entrega do Estudo Preliminar;

             03.01.04 PROJETO EXECUTIVO: 120 (cento e vinte) dias após a entrega do Projeto Conceitual.

03.02. Os prazos acima constituem os mínimos necessários para o desenvolvimento técnico dos serviços, podendo, no entanto, serem dilatados a pedido do CONTRATANTE.

03.03.  Não serão contados os dias em que o projeto ficar retido pelo CONTRATANTE, para apreciação.

03.04.  Os prazos acima não se vinculam aos prazos necessários para aprovação junto aos órgãos competentes, podendo, entretanto, o CONTRATADO desenvolver, paralelamente e estes trâmites, as etapas posteriores.

03.05.  Os prazos acima serão contados a partir da entrega dos elementos necessários ao desenvolvimento do projeto pelo CONTRATANTE, ou seja, levantamento planialtimétrico, sondagens, plantas arquitetônicas, escrituras e civis, etc.

04.    HONORÁRIOS:

04.01. Para uma área bruta aproximadamente de XXX metros quadrados de área a ser trabalhada, o valor do Projeto será de R$ X.XXX,XX.

Pelos serviços previstos no presente contrato o CONTRATANTE pagará ao CONTRATADO, os honorários calculados em R$ X.XXX,XX (XXXXXXXXXXXX) que serão pagos da seguinte forma:

          04.01.01. 20% – na assinatura do contrato;

          04.01.04. 30% – na entrega do Projeto Conceitual;

          04.01.05. 50% – na entrega do Projeto Executivo.

04.02. Não constam do preço do projeto;

          04.02.01. Impostos, taxas, emolumentos e registro na Prefeitura;

          04.02.02. Sondagens e levantamentos de patologias prediais;

          04.02.03. Cópias heliográficas, xerográficas e fotografias;

          04.02.04. Maquetes, perspectivas e plantas de comercialização;

          04.02.05. Alterações introduzidas pelo CONTRATANTE nas etapas subseqüentes que já foram previamente analisadas e aprovadas;

          04.02.06. Projetos complementares de instalações hidráulicas, sanitários, elétricas, movelarias exclusivas, intervenções arquitetônicas, etc.

04.03. O pagamento de cada etapa deverá ser efetuado até 5 (cinco) dias úteis após a aprovação (de acordo) dos serviços correspondentes, contra  emissão dos respectivos recibos de honorários profissionais.

          04.03.01. O CONTRATANTE terá 5 (cinco) dias úteis para a aprovação ou solicitação de eventuais alterações a contar da data de cada etapa.

          04.03.02. Os pagamentos efetuados após seu vencimento sofrerão multa de 30% (trinta).

04.04. Todas as alterações introduzidas no projeto pelo CONTRATANTE, visitas à obra e sua fiscalização serão cobradas por hora técnica, de acordo com os valores a seguir convencionados.

   – Designer de Ambientes………………………………….. R$ XX,XX / hora
   – Desenhista ………………………………………………….. R$ XX,XX / hora
05.     OBRIGAÇÕES DO CONTRATADO:

Constituem obrigações do CONTRATADO;

05.01. Indicar e mediar a contratação de todo o pessoal necessário a execução dos serviços objeto deste contrato: pedreiros, instaladores, gesseiros, marceneiros, serralheiro e fornecedores.

05.02. Responder perante o CONTRATANTE, pela execução e entrega dos objetos da Cláusula 02.

05.03. Assumir, na qualidade de autoria, a responsabilidade  técnica  pelas especificações feitas, atendendo  prontamente  às  exigências, modificações e  esclarecimentos que forem necessários bem como intermediar as partes fornecedor/cliente quando houver algum problema.

05.04. Fornecer um CD com as plantas, detalhes relativos ao desenvolvimento do projeto e memorial descritivo ao CONTRATANTE.

05.05. Coordenar e dar orientação geral nos projetos complementares ao projeto de Design de Ambientes, tais como indicações de alterações nas instalações elétricas e telefônicas, arquitetura, instalações hidráulicas e outros, podendo, a pedido do CONTRATANTE, indicar  profissionais  legalmente habilitados para sua execução.

05.06. O CONTRATADO deve elaborar os projetos objetivados no presente contrato, em obediência às normas e especificações técnicas vigentes, responsabilizando-se pelos serviços prestados, na forma da legislação em vigor.
06.      OBRIGAÇÕES DO CONTRATANTE:

06.01. Ressaciar as despesas havidas pelo CONTRATADO, tais como decorrentes de projetos técnicos complementares, memoriais e tabelas técnicas  de  incorporação,  cópias  heliográficas,  xerográficas  e  outras  não  especificadas,  desde  que autorizadas pelo CONTRATANTE.

06.02. Fornecer ao CONTRATADO, todos os documentos como cópias de escrituras, levantamentos planialtimétricos, sondagens, plantas arquitetônicas e civis e profissionais para a elaboração dos projetos complementares, etc.

06.03. Pagar as despesas relativas a fotografias, mapas, maquetes e plantas de comercialização necessários a representação dos projetos.

06.04. Pagar os honorários do CONTRATADO e projetos complementares, referentes a projetos modificativos, e alterações de projetos das fases já executadas, decorrentes das solicitações feitas pelo CONTRATANTE, independente das razões que o motivaram. Esses honorários serão cobrados conforme Cláusula 04.04 do presente contrato.
07.      CONDIÇÕES GERAIS

07.01. Este contrato não criará qualquer vínculo empregatício entre o CONTRATANTE e o CONTRATADO.

07.02. A cada etapa entregue, deverá o CONTRATANTE analisar todos os desenhos entregues e autorizar (de acordo) o início da etapa seguinte.

07.03. É defeso de qualquer das partes ceder ou transferir total ou parcial, os direitos e obrigações decorrentes deste contrato.

07.04. O CONTRATANTE poderá interromper os trabalhos a qualquer momento desde que assegure ai CONTRATADO o término da etapa em andamento e sua conseqüente remuneração.

07.05. Se o objeto deste contrato se limitar ao Estudo Preliminar e ao Projeto Conceitual, e se estes forem utilizados para a execução da obra, tal utilização será suscetível da aplicação das disposições legais da obrigatoriedade do pagamento da indenização a três vezes o valor estipulado na Cláusula 04.01.

07.06. O CONTRATADO não se responsabiliza por alterações ocorridas durante a obra que estiverem em desacordo com os serviços por ele executados ou alterações solicitadas pelo CONTRATANTE que estiverem em desacordo com a legislação em vigor.

07.07. Se, a partir da data deste contrato, forem criados novos tributos taxas, encargos e contribuições fiscais e para fiscais ou modificadas as alíquotas atuais, de forma a majorar os ônus do CONTRATADO, os valores da remuneração constante do presente contrato, serão revisadas de modo a refletir tais modificações.

07.08. O contrato será rescindido caso ocorram as seguintes hipóteses:

          07.08.01. Infração de qualquer das Cláusulas e Condições;

          07.08.02. Insolvência de qualquer das partes;

07.09. A parte que der causa ao rompimento deste ajuste, incidirá na multa contratual 20% (vinte por cento) sobre o valor total dos serviços contratados.

07.10. As partes elegem o TRIBUNAL DE MEDIAÇÃO E ARBITRAGEM DO PARANÁ, CÂMARA DE LONDRINA, como órgão do INSTITUTO JURÍDICO EMPRESARIAL, com sede na Avenida Bandeirantes, nº116, Londrina, Estado do Paraná, CEP:86.020-010, para solução de toda e qualquer dúvida ou controvérsia resultante do presente contrato ou a ele relacionado, de acordo com as normas de seus regulamentos, renunciando expressamente a qualquer outro foro por mais privilegiado ou especial que seja.
E por estarem justo e contratados, assinam a presente em 2 (duas) vias com 6 (seis) páginas cada de igual teor, na presença das testemunhas, abaixo:
Londrina, XX de XXXXXXXXXXXXXXX de 2008.

 

_________________________________
XXXXXXXXXXXXXXXXXXX – CONTRATADO
CPF XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX
_________________________________________________
XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX – CONTRATANTE
CPF XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX
TESTEMUNHAS

______________________________        __________________________
Nome: XXXXXXXXXXXXXXXXXX        Nome: XXXXXXXXXXXXXXXXX
CPF XXXXXXXXXXX          CPF XXXXXXXXXXXXXXXXXX

********************************************************

OBS: algumas partes devem ser alteradas de acordo com a realidade local e necessidades  do projeto.
OBS²: caso faça uso de RTs como forma de baixar o valor total do projeto, é ético informar isso ao cliente e fazer constar deste contrato o seguinte parágrafo único logo após os valores:

Parágrafo único: O valor baixo cobrado pelo projeto é referente ao acordo entre as partes onde o CONTRATANTE compromete-se à efetuar as compras sempre na presença do CONTRATADO para que este último possa receber dos fornecedores as RT’s como complementação do valor global do projeto.

OBS³: a parte em vermelho no final deve ser alterada de acordo com a realidade local.

Espero que os ajude!!!

 

Saudações!!!

84 comentários sobre “Modelo de contrato – Interiores/Ambientes

  1. Olá Paulo tenho 24 anos e estou cursando 3 semestre de Design de interiores (técnico) na Arquitec de Campinas e estou tendo muita dificuldade para conseguir um estágio nesse ramo, muitos pedem experiência,mais não me dão nenhuma chance de ser contratada e adquirir experiência, outros falam que é necessário ter inglês.
    Sou casada, e eu e meu marido ambos estamos desempregados, sinceramente não sei o que fazer, meu seguro desemprego esta pra se terminar daqui 2 meses, e a única coisa que me resta a fazer é conseguir “qualquer” emprego para poder pagar a finalização do curso e me forma e adquirir conhecimento por conta própria.Vc tem alguma dica para que eu possa realizar esse sonho logo?

  2. Desculpe errei a data me formei em 2012 ,comecei em 2010 e foi curso técnico no Senac e fiz desenho arquitetônico tbm.mas nunca exerci. Estou fazendo uns trabalhos no Promob,ainda conhecendo o programa tbm.

  3. Ola Paulo, eu me formei em design em 2010,mas só trabalhei em loja de móveis da família onde lá era impedida de crescer,mas hj quero começar free lancer,mas não sei por onde começo,pq na minha cidade é muito dificl o começo,será que tenho q que fazer um estágio com alguém na área para ter esse começo?Estou perdida e gostaria que vc me orientasse,pois me formei tarde mas não vou desistir.

  4. Olá Paulo, tudo bem!
    Sou formada em Design de Interiores á seis anos e no decorrer desses anos estive atuando na área sendo que no ramo de modulados. Sempre trabalhei dando consultoria nos projetos e acompanhei as minhas obras sendo que vinculada a empresa no qual estive prestando serviço. Na verdade nunca quis abrir o meu escritório trabalhando por conta própria por insegurança. Hoje estou mais segura e madura para atuar diretamente na área sendo que não sei por onde começar. A sua ajuda com relação ao contrato me ajudou muito sendo que não sei como devo cobrar os honorários. Não sei por onde começar.
    Seu blog é muito completo dentre o que tenho buscado e a sua receptividade em ajudar é impressionante. Sei que seu tempo é curto mais gostaria de podermos conversar para que pudesse ajudar. rs
    Obrigada!

  5. Boa Noite Paulo, parabéns pelo blog. O conteúdo é excelente e coerente. É significativo que todas as pessoas tenham conhecimento dele, porque como nossa área é de certo modo nova no mercado, ainda existe muita especulação e falta de veracidade nas informações. Minha pergunta é sobre o RT. Quando eu cursava o técnico de Design de Interiores eu aprendi sobre a integridade do profissional, uma delas era que o RT seria pago pela loja/empresa na qual compramos os produtos, que esse valor não seria nada extra e pago pelo cliente. Mas na prática, esse RT é um valor adicional no projeto que o cliente que banca. Eu não acho ético o cliente pagar duas vezes por uma mesma coisa, uma vez que ele já paga o Gerenciamento da obra, que incluir participar da compra dos produtos. Talvez, e espero sinceramente que não, eu tenha aprendido “errado” sobre o que é o RT. Gostaria de saber, se o RT é o que eu expus ou ele está sendo burlado? Obrigada.

  6. Olá Paulo!! Esse seu modelo de contrato é muito bom!! Levarei ele pra dar uma ‘aprimorada’ no meu modelo de contrato que uso. É bom ter profissionais como você que gostam de ‘compartilhar’ as suas experiências na profissão que tanto ama. Abraços e sucesso!!!

  7. Paulo, você concorda comigo na seguinte questão…

    Acima, voce recomendou à Designer Rita Cacique, que ela colocasse uma placa de obra, na reforma da residência que ela fará, porém, nesta placa nao poderá constar o nome dela, e somente o nome do Engenheiro responsável pela obra, está correto?

    Uma vez que a nossa profissão ainda não é regulamentada, nosso nome não pode constar na placa… Se isto acontecer, a obra será multada.

    Aguardo seu retorno.

    Abraço, Marisa Figueiredo
    Designer de Interiores

    • Marisa, engano seu.
      A nossa placa de obra pode e deve estar sim nas obras quem estamos envolvidos.
      A de engenheiros e arquitetos parceiros devem estar apenas quando a obra necessita da presença destes profissionais, como no caso de derrubada de paredes, etc.
      ;-)

  8. Obigada Paulo!
    Muito legal sua iniciativa em compartilhar o modelo de seu contrato, me ajudou bastante. Nossa profissão é de parcerias, não trabalhamos sozinhos.
    Se um porcentagem mínima dos profissionais da nossa área soubessem compartilhar seus conhecimentos talvez nossa profissão já tivesse um orgão no qual teriámos um amparo.

  9. Olá Paulo, sou Design de Interiores e sempre estou por aqui recorrendo aos seus posts que são muito interessantes para minha área. Estou com uma dúvida no momento e gostaria de saber com você se para fazer uma reforma numa residência tenho que colocar placa de engenheiro?

  10. Só tenho que agradecer mesmo, este contrato é o que eu precisava, estou me formando neste semestre em Design de Interiores e só tinha modelo de contrato usado por Arquitetos, e já peguei uma reforma pra fazer, meu primeiro trabalho, na verdade nem sei como cobrar ainda se puder me ajudar? vou mudar praticamente tudo quase 200 m². Obrigada.

  11. Olá Paulo,

    Já venho a um tempo procurando um modelo de Contrato e até agora o seu foi o que eu mais gostei.
    Obrigada por disponibiliza-lo para todos.
    Emeline Brunelli
    Salvador – BA

  12. Paulo,
    Parabéns pela iniciativa de socializar os seus conhecimentos. Denota o MESTRE que vc é! Profissional competente, seguro e solidadário com quem está començando ou com dificuldades.Oxalá tivéssemos muitos outros como vc!

  13. Olá Paulo,
    não só ajudou como também me salvou! rs.

    Eu sou estudante de Design de Interiores e com um certo frio na barriga resolvi aceitar a proposta de fazer um projeto de interiores. O contrato, adequando ao projeto que será feito, ficou perfeito. Porém, leiga que sou, não entendi a Cláusula 07.09, que que elege um tribunal caso exista alguma controvérsia, dúvidas..etc. Gostaria de saber se esse contrato é necessário ser registrado de alguma forma e quais atributos para a escolha de um tribunal? Desculpe pelo o meu conhecimento falho, prometo estudar mais e ser uma boa Designer.Rs…Obrigada.

    • Vanessa,
      essa é aquela tradicional e necessária parte do “Fórum da comarca de XXXX”. No caso do contrato, eu estava usando um tribunal de mediação e arbitragem que existia aqui em Londrina e, infelizmente, parece que faliu… Neles tudo é mais rápido, veja se existe aí na tua cidade algo similar.
      Agora tenho de recorrer ao fórum tradicional.

  14. Estou impressionado con seu site aprendi muintas coisas sou estudante de designer de interiores, estou com uma super duvida depois que terminar o curso de habilitação profissional de nivel técnico em designer de interiores já posso estar atuamdo na aréa com meu certificado, e o que devo fazer depois que acaba o curso, as pessoa falam pra min que sou muito novo para pensar nessas coisas porque tenho 16 anos más é senpre bom tirar todas as duvidas para quando se formar ganhar o mercado de trabalho muito rrapido.

    Também quero saber se posso estar fazendo estágio pois estou com 2 proposta de entágio e não sei oque fazer e qual devo sguir 1º a loja de planejados SIMONETTO
    2º uma arquiteta que compra apartamento reforma e vende ela que me contrata para fazer os moveis e vender os imoveis com mobilha

    • Jefferson,
      Pode atuar sim mas não como um designer de nível superior. Tem coisas que você não poderá fazer.
      Sobre o estágio, se fosse eu, escolheria o estágio com a arquiteta apesar que – não sei se é o caso dela – a maioria suga e torna os estagiários escravos e só eles levam o nome muitas vezes, por projetos feitos completamente por estagiarios…

  15. Ola! Paulo,
    Adorei conheçer o seu Blog o modelo de contrato que você disponibilizou, você esta de parabéns pela sua inciativa e trabalho. Muito obrigada sou sua fã. Bj

  16. Pingback: Mais sobre D.A. « Design: Ações e Críticas

  17. Pingback: Do egoísmo profissional « Design: Ações e Críticas

  18. Paulo acabei de me formar em design de interiores, sou de Niterói RJ. Confesso estar um pouco insegura para iniciar os trabalhos. Comecei a pesquisar os contratos agora, e, vendo o seu, me animei! com a sua atitude nobre de enviar este contrato muito bem elaborado, é raro encontrar profissionais como você. Muito obrigada. Gostaria muito de um conselho de uma pessoa como você, me ajudará muito na minha insegurança.
    Obrigada.
    Ana Claudia

      • Olá Paulo,

        Faz alguns meses que acompanho o seu site / blog, o que tem sido um grande valia para mim, agora estou a fazer o meu 1º contrato como Designer e como sempre a sua generosidade em partilhar informações com quem está a começar é maravilhosa. Muito obrigada, que o seu sucesso continuem a brilhar tanto quanto a sua amabilidade !

        Mais uma vez … Obrigada :)

  19. Paulo, boa tarde.

    Desde já agradeço a iniciativa de postar o modelo de contrato. Tem sido bastante útil, pra mim. Gostaria de tirar uma dúvida: faço design de interiores, mas quero trabalhar com design de iluminação, principalmente. Moro em São Paulo, SP e não consigo encontrar nenhum curso de luminotécnica, apenas palestras. Vc. saberia me informar onde há algum curso nessa área que eu possa fazer?
    Muito obrigado.

    • Renato,
      se quer trabalhar especificamente com iluminação faça uma pós. Os cursos de curta duração não te darão o conhecimento necessário para isso.
      No meu blogroll tem o link do IPOG, dê uma olhada quando será aberta uma nova turma de especialização em sampa ou aí na região.
      abs e sucesso ;-))

  20. Muito boa a sua atitude em divulgar o modelo do contrato, estou fazendo o curso de Design de Interiores, e tinha muitas dúvidas sobre esse contrato…Agradecida!

  21. Prezado Paulo,
    Eu agradeço pelo modelo do contrato que foi disponibilizado acima, ajudou meu trabalho demais, gostaria também de receber atualizações do seu blog…
    Um abraço e bom dia.
    Davínea Kettermann

  22. Ola Paulo gostaria de agradecer pela sua iniciativa,pois infelizmente apos nos formarmos ficamos ao deus dara sem noçao nenhuma e informaçao concreta.Acabo de fazer um curso de decoraçao de interiores atualmente trabalho numa loja de moveis planejados,porem gostaria de receber pelos meus serviços como decoradora, sera que vc pode me ajudar me respondendo as seguintes perguntas,quanto devo cobrar pela acessoria(dicas,ideias,projetos),se por m2,qual valor razoave?se for por ht,como funciona?se for por ambiente,quao valor razoavel?preço fixo?tipo 200,00 acessoria,500,00 acompanhamento,é um valor razoavel?quanto devo cobrar pra acompanhar e contratar esses serviços que serao necessarios, e mais com qual programa ou de que forma posso apresentar esse projeto para o meu cliente de uma forma que ele visualize,entenda e aprove a execuçao.moro em ubatuba-sp uma cidade que esta crescendo muito nesse ramo imobiliario embora seja uma cidade pequena.Desde ja agradeço e peço perdao por abusar ai da sua boa vontade.
    Abço e sucesso sempre!!!

      • Já tem o segundo modelo? rs

        Querido Paulo, esse contrato me salva de futuros calotes? (ou seja posso recorrer caso o cliente pare de me pagar em diante de alguma etapa do projeto? Preciso reconhecer firma,etc?

        Ou só assinatura do individuo basta!
        Abraço
        Fique com Deus!

  23. Pingback: Plágio – questões profissionais « Design: Ações e Críticas

  24. Paulo acabei de me formar em Design de Interiores…achei incrivel vc disponibilizar um modelo de contrato, pelo fato de não termos ideia do que de fato é necessario colocar no mesmo, já que não vimos isso na universidade

  25. Paulo,
    Bacana você compartilhar essa informação tão preciosa aos colegas.
    Onde me formei, também em design de interiores, os professores nunca foram bom em passar material com essa simplicidade. Algumas vezes eu procurava “conflitar” os contratos tão prolixos, em vão.
    Lhe pergunto: posso passar aos colegas teu modelo?
    Obrigado e continue assim: compartilhando. Se por ventura tiver alguma coisa que eu possa fazer também, você tem meus contatos.
    Abraço e sucesso!

    • Olá Ridenor,
      não so pode como deve passar este modelo de contrato sim. Eu o publiquei exatamente com esta finalidade: compartilhar conhecimentos que visem melhorar o mercado.
      Fique a vontade
      abs

  26. Pingback: como anda o seu vocabulário? « Design: Ações e Críticas

  27. olá
    Paulo mto grata msm pela disponibilidade, stou terminando o curso de Designer de Interiores no SENAC Franca SP, e vc me ajudou bastante, pq infelizmente não tem prof capacitado p/ este fim, e tbm os que o sabe fica escondendo o leite……rsrsrs……Deus t abençõe cada vez mais….
    abs

    • Alcione,
      não faço mais que a minha obrigação enquanto educador em compartilhar informações.
      Amém e que Ele esteja sempre contigo!
      Abraços e sucesso!

  28. Oiiie

    Preciso de um contrato igual a esse , para um trabalho da escola, mas esse esta muito grande queria um em que eu so mudaria a pintura da casa.

    se possivel me envie um modelo menor!

    Obrigada :)

    • Tathiana,
      é complicado colocar valores pois não tenho noção do espaço físico, estruturas e nem da complexidade do que os clientes estão solicitando a você.
      Uma boa, nesse caso, é tomar a tabela da ABD como referência por m² e depois ajustar o valor de acordo com a realidade do cliente.
      abs

  29. Eu presto serviços de instalação de ar condicionado mas atualmente tenho recebido proposta para manutençao preventiva e corretiva.
    Gostaria de saber se vocies tem alguns modelo de contrato.

    Elisangela

  30. Realmente caro Paulo, sua contribuição para a classe é de grande valor com este modelo.Admiro pessoas como vc, pois isso é mostra que não se prende a valor mesquinhos. Disponibilisando seus conhecimentos aos colega.Parabéns, normalmente isso volta para as pessoa que tem gestos como esse, em DOBRO!! Mais uma vez obrigado

  31. grande paulo, vejo ke vc ajudou muitos colegas fornecendoum modelo de contrato de presstação de serviços…gostaria de saber se vc pode me ajudar tb, estou prestes a fechar negocio de contrato de manutenção corretiva e preventiva de ar condicionado com um condominio só que ainda ñ tenho um contrato elaborado…ai imaginei: – será que o paulo poderia me ajudar???

    cara desde já, muito obrigado pela atenção e pela ajuda…..

    forte abraço e fika com deus.

    • Nossa Carlos rsrsrsr nessa área eu nunca mexi mas vamos lá…
      pressupondo que prevenção e correção são coisas distintas logo terão de ser tratadas separadamente no contrato onde cada uma terá a sua especificação clara.
      Para a prevenção você poderá colocar itens como limpeza (dutos, filtros, etc), vistoria técnica periódica (com possiveis/eventuais substituições de peças), manutenção geral do sistema (elétrica e distribuição) entre outros.
      Já para a correção será necessário o estudo técnico do projeto global e o brieffing para saber o que será necessário fazer/alterar no projeto atual. Assim fica difícil focar alguma coisa às cegas pois não sei quais correções serão necessárias. No entanto, depois de levantadas as necessidades, aí sim você terá elencadas todas elas e poderá fazer constar do contrato.
      Espero ter te ajudado de alguma forma.
      abs e sucesso!

  32. Olá,
    de grande utilidade esse curriculo, estou me lançandoagora no mercado, e procurei vários na internet, mas esse foio mais adequado.

    muito obrigado.

  33. Obrigada pela preocupação com os futuros profissionais do ramo.
    Nós que somos estudantes dessa area, temos muita dificuldade em encontrar material de apoio.
    Obrigada e Parabéns pela iniciativa!
    Rafaella

  34. Olá Paulo, obrigado ppor este modelo de contrato Estou cursado Designer, e o contarto dado pela professora, achei muito vago. Valeu mesmo. Que deus lhe abençoe mais.
    Helena Haidar

  35. É muito bom contar com um profissional competente que se dispõe a ajudar os futuros colegas, como é o meu caso. Para mim foi muito útil as informações contidas no seu blog sobre a Carta Proposta,sou aluna do último semestre do curso de Design e Interiores da Escola Bahiana de Artes e Decoração da BaHIA. agradeço a sua gentil e competente colaboração. Um grande abraço

    Aida Aloise

  36. É muito bom contar com um profissional competente que se dispõe a ajudar os futuros colegas, como é o meu caso. Para mim foi muito útil as informações contidas no seu blog sobre a Carta Proposta,sou aluna do último semestre do curso de Designe e Interiores da Escola Bahiana de Artes e Decoração da BaHIA. agradeço a sua gentil e competente colaboração. Um grande abraço

    Aida Aloise

  37. Vladimir,
    valeu e sucesso!!
    abs.
    .
    Michele,
    isso depende das caracteristicas e dimensões. Mas pode sim ser considerada apenas uma consultoria em DECORAÇÃO e não em DESIGN de INTERIORES.
    Você pode cobrar por hora técnica. Cada regiãso tem o seu valor. É aconselhável você buscar se informar com outros profissionais sobre os valores cobrados no mercado daí ok?
    abs e sucesso!

  38. Agradeço por ter disponibilizado seu modelo de contrato! realmente me ajudou muito!
    mas ainda tenho uma outra dúvida: apenas a redistribuição de móveis em um espaço é classificado como uma consulta?se for como é cobrado?

    obrigada

    Michele

  39. Pingback: Retrospectiva Design: Ações e Críticas 2008 « Design: Ações e Críticas

  40. Olá Madalena,
    eu uso este como carta proposta e contrato. Depois de assinado ele tem valor de contrato. Isso facilita pois o cliente já tem noções dos valores e das clausulas contratuais o que vai diminuir o tempo perdido em acertos de valores e acertos de cláusulas pois tudo é feito de uma vez só.
    Depois de assinada, ela tem valor de contrato.
    Conheço vários profissionais que trabalham desta forma. Por isso optei por também trabalhar assim e posso garantir, é bem melhor para os dois lados.
    abs

  41. Paulo,
    Obrigado por ofertar um modelo de contrato de trabalho para designer, o que até hoje tinha sido dificil encontar, pois os fornecidos nas escolas especificas do ensino de design, não tem um modelo igual ao seu.
    Mas, existe outra dificuldade, um modelo de uma CARTA PROPOSTA DE DESIGNER, esta sim, tem sido um pesadelo para se apredner na escola.
    Se possível, disponibilize.

  42. Olá!Obrigada por disponibilizar seu modelo de contrato!Estou cursando Design de Interiores, mas o modelo que o prof.usa na disciplina Gerenciamento de Obras, é mais voltada pra engenharia…Seu blog já está em meus Favoritos!

  43. bom dia, preciso de um modelo de contrato de supervisao tecnica para obra de 6 casas geminadas, desde a fase de fundacao à fase de acabamento. e quanto devo cobrar para supervisionar essa obra? cada casa tem +- 80m2 e a garagem coletiva tem 150 m2.

  44. Olá Rosemeire,
    achei que ficaria mais fácil assim uma vez que estou bem sem tempo pra responder e-mails.
    Ao menos agora, até mesmo os Lurkers podem ter acesso a esse tipo de informação fundamental para o nosso trabalho e que, nao sei porque, os profissionais trancam a 7 chaves rsrsrsrsr
    Se eu não fizesse isso estaria indo na contramão dos objetivos deste blog que são compartilhar e disseminar conhecimentos, isso inclui, a parte burocratica e legal.
    Abs.

  45. Ohhhhhhhhh! Paulo
    Obrigada, ainda bem q. Eu não fui a única com esse problema,como já disse anteriormente esse site passará a ser uma valiosa fonte de informação, pena q. para os cursos listrados aqui estou tão longe,
    mas quem sabe…
    Valeu!!!
    Rosemeire S.Braga – Fortaleza-ce.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s